Jornalista lança livro sobre o discurso da imprensa sobre a política de cotas para negros

O Senado lançou na última quinta-feira (27/10), como parte da Semana de Comemoração do Dia do Servidor Público o livro “A polêmica construída – racismo e discurso da imprensa sobre a política de cotas para negros”.

O lançamento tornou-se possível em razão do programa de seleção e publicação de teses, dissertações e trabalhos acadêmicos de servidores da Casa selecionados por concurso. O livro é a tese de doutoramento em linguística pela Universidade de Brasília de André Ricardo Nunes Martins, jornalista da TV Senado e membro da Comissão de Jornalistas pela Igualdade Racial, Cojira-DF.

A pesquisa analisou o debate na imprensa sobre a política de cotas em textos de três jornais diários entre os anos de 2002 e 2003. A análise mostra o impasse sobre a ampliação da democratização na sociedade brasileira vista pela perspectiva do enfrentamento das desigualdades raciais.


Serviço:  
A polêmica construída – racismo e discurso da imprensa sobre a política de cotas para negros
Preço: R$ 10,00
Como comprar: www.senado.gov.br/livraria

Lázaro Ramos participa de transmissão online nesta quinta-feira

O ator e embaixador do Unicef no Brasil, Lázaro Ramos e a oficial de programas da mesma instituição, Helena de Oliveira, participarão nesta quinta-feira (24/03), a partir das 18h, ao vivo pela internet, de bate-papo com internautas, sobre o impacto do racismo na infância e adolescência.

Cabe ressaltar que os meios de comunicação exercem, em muitos casos, papel relevante na formação de crianças e adolescentes e que, portanto, discutir o impacto do racismo para este grupo implica em discutir também as representações dos negros na mídia.

A transmissão via Twitcam (http://twitter.com/unicefbrasil) acontece na semana em que se celebra o Dia Internacional de Luta pela Eliminação da Discriminação Racial e faz parte da campanha do Unicef por uma infância sem racismo.

Saiba mais sobre o negro na TV Pública: Onde está o negro na TV Pública?

Fontes: Fundação Cultural Palmares e Unicef.
Crédito da Foto: Unicef