Cojira-DF e Fórum de Assessores de Imprensa da Câmara Legislativa do DF promovem seminário

No próximo dia 6 de junho, às 18 horas, a Comissão de Jornalistas pela Igualdade Racial do Distrito Federal (Cojira-DF) em parceria com o Fórum de Assessores de Imprensa da Câmara Legislativa do Distrito Federal vai promover o seminário Imprensa e Relações Raciais.

A iniciativa tem a ver com a missão da Cojira-DF, entidade lançada em agosto, de 2007, que se volta a promover a igualdade racial e o combate ao racismo por meio do discurso e da técnica jornalística. 

O propósito do seminário é analisar o assunto da igualdade racial à luz de contribuições de jornalistas que tenham informações de natureza profissional ou acadêmica a respeito do tema proposto. O evento, portanto, se prestará à uma reflexão e formação a membros da Cojira-DF, do Fórum de Assessores de Imprensa da Câmara Legislativa e aos demais convidados. 

Programação:

 Saudação:

Representante da Cojira-DF
Representante do Fórum de Assessores de Imprensa da Câmara Legislativa 
Representante do Sindicato de Jornalistas Profissionais do DF 

Painel Imprensa e Relações Raciais
Mediadora
Jornalista Daniela Luciana da Silva  – Membro da Cojira-DF. Atua na Secretaria de Comunicação Social da Presidência da República (Secom), na área de análise e monitoramento de mídia. Foi assessora de imprensa do Ministério das Cidades, Câmara dos Deputados e do Bloco Afro ILÊ AIYÊ. 


Painelistas
Jornalista Conceição Freitas  – Repórter Especial do Jornal Correio Braziliense 

Jornalista Freddy Ferreira  – Apresentador do Programa Bom Dia DF da TV Globo Brasília 

Jornalista Dione Oliveira Moura – Professora da Faculdade de Comunicação da UnB

Jornalista André Ricardo – Membro da Cojira-DF. Repórter da TV Senado e doutorando em comunicação social pela UnB 

Anúncios

7º Prêmio Construindo a Igualdade de Gênero

Para estimular a reflexão em torno de todas as formas de discriminação – sexual, étnica, racial, por orientação sexual – foi publicado o 7º Prêmio Construindo a Igualdade de Gênero.

O Prêmio Construindo a Igualdade de Gênero integra o conjunto de ações do Programa Mulher e Ciência, composto também pelo edital de apoio a pesquisas no campo dos estudos de gênero, mulheres e feminismos e pelo Encontro Nacional de Núcleos e Grupos de Pesquisa – Pensando Gênero e Ciências.

Este programa tem por objetivo estimular a produção científica e a reflexão crítica acerca das desigualdades existentes entre mulheres e homens em nosso país, contemplando suas intercessões com as abordagens de classe social, geração, raça, etnia e sexualidade.

Para participar basta escrever uma redação ou um artigo científico dizendo sua opinião sobre a situação das mulheres no nosso País. Acesso o site www.igualdadedegenero.cnpq.br e acesse o regulamento.

Abdias do Nascimento morre aos 97 anos

Morreu na manhã desta terça-feira, 24, no Rio de Janeiro, o escritor, político, jornalista, artista plástico, poeta, ator e diretor teatral Abdias do Nascimento. Abdias foi um dos maiores expoentes do país da luta contra a discriminação racial e pela valorização da cultura negra.

Nascido na cidade de Franca (SP), em 14 de março de 1914, o professor foi o criador do chamado Teatro Experimental do Negro, que promoveu, a partir de 1944, a inserção do artistaafrodescendente no cenário teatral brasileiro. No campo da política, iniciou sua atividade em 1930 na Frente Negra Brasileira e, posteriormente, na organização do 1º Congresso Afro-Campineiro, que tinha por objetivo discutir políticas de combate à discriminação racial.

Por conta da perseguição política, o professor esteve exilado por 13 anos, quando passou pelo Caribe, pela África e pelos Estados Unidos,  foi professor universitário e escreveu uma série de livros sobre discriminação racial. Na volta, exerceu os cargos de deuptado e senador, além de ter sido secretário de estado de Defesa e Promoção das Populações Afro-Brasileiras, no Rio de Janeiro, e de Direitos Humanos, em São Paulo.
No campo das artes, foi pioneiro ao atuar e dirigir um espetáculo que teve como tema elementos da religiosidade afro-brasileira, no espetáculo Aruanda, de Joquim Ribeiro. Como jornalista, Abdias comandou, entre 1948 e 1951, o jornla Quilombo, órgao que se voltada para notícias de diversos movientos negros. Mais tarde, em 1961, como resultado da atuação no teatro e no jornalismo, lança dois livros: Damas para Negros e Prólogos para Brancos, que reúnem peças nacionais sobre a cultura negra, encenadas pelo Teatro Experimental do Negro.

Abdias deixa a esposa Elisa Larkin, um filho e incontáveis seguidores. A família ainda não informou quando será o enterro.

As informações do blog Correio Nagô.

Fonte: www.geledes.org.br
Leia materia completa: Abdias do Nascimento morre aos 97 anos – Portal Geledés

Homenagem aos 60 anos de Jacira da Silva

A jornalista foi a única mulher a presidir o SJPDF

O Sindicato dos Jornalistas Profissionais do Distrito Federal congratula a jornalista Jacirada Silva pelos seus 60 anos, a serem comemorados neste sábado, dia 21 de maio. Primeira e única mulher a comandar o SJPDF, entre 1995 e 1998, ela segue na luta pela categoria, sendo ativa participante das atividades sindicais.

Jacira é uma das fundadoras da Comissão de Jornalistas pela Igualdade Racial do DF (Cojira-DF) que desenvolve importante trabalho de apoio aos profissionais negros/as e sensibilização das redações para as políticas públicas de combate ao racismo e promoção da igualdade racial.

Militante do PT, a ex-presidente do SJPDF faz parte do Movimento Negro Unificado (MNU), do Coletivo de Articulação em Defesa das Cotas Raciais no Ensino Superior, do Fórum de Mulheres Negras do DF e do Fórum de Educação e Diversidade Étnico-Racial do DF.  Jacira da Silva também edita o blog Negritude DF (www.negritudedf.blogspot.com)

O SJPDF agradece suas contribuições para o movimento sindical e para a população do DF de forma geral. Desejamos que os próximos anos sejam repletos de saúde e energia para conquistas pessoais, familiares e coletivas.

Fonte: http://www.sjpdf.org.br/Noticia,Abrir,6003,7804.aspx

CUT lança cartilha e promove debate sobre questão racial no DF

No próximo dia 19 de Maio, a Central Única dos Trabalhadores DF (CUT-DF) promove em Brasília, o lançamento da cartilha “A Igualdade faz a Diferença” e debate a “Participação das negras e negros nos espaços de poder”. Entre os convidados estão Maria Julia Reis Nogueira, secretária Nacional de Combate ao Racismo na CUT e o deputado Federal (PT-SP)Vicentinho.

Cojira participa de debate sobre reforma política

A Comissão de Jornalistas pela Igualdade Racial do Distrito Federal (Cojira-DF) confirmou presença no debate sobre “Reforma Política na Visão dos Movimentos Sociais”, promovida pela Comissão de Direitos Humanos do Senado Federal, que acontecerá no próximo dia 16 de Maio de 2011, a partir das 9h, no plenário nº 2, Ala Senador Nilo Coelho do Senado Federal, em Brasília.

Além da Cojira-DF, participam também, o Movimento de Combate a Corrupção Eleitoral, a Ordem dos Advogados do Brasil, INESC, Cfemea, União Brasileira dos Estudantes Secundaristas, União Nacional dos Estudantes, Força Sindical, Central dos Trabalhadores e Trabalhadoras do Brasil , Central Geral dos Trabalhadores do Brasil, CUT, Nova Central Sindical de Trabalhadores, União Geral dos Trabalhadores, Fórum Social dos Trabalhadores, Afropress e o MNU -DF.